11 de set de 2010

"pensou que eu não vinha mais, pensou?
cansou de esperar por mim?
acenda o refletor, apure o tamborim,
aqui é meu lugar, eu vim"

Tenho sentido saudade do meu blog, de escrever de verdade, e não de vez em vez umas coisinhas pequenas. E voltar ao blog encerra uma metáfora de voltar pra casa.
Porque nos últimos três anos eu estive fazendo trabalhos pelo Brasil e por Moçambique, o que me tirou de casa por muito tempo, levando para lugares com internet ruim e um cansaço que realmente não me davam o combustível necessário para escrever, ou estudar, ou até mesmo um bocado de outras coisas que eu gosto, mas ficaram meio que em suspenso nos últimos anos.
Acontece que agora eu estou voltando. Já avisei aos empregadores que não posso viajar para ali e acolá o tempo todo: o projeto é iniciar um doutorado ano que vem. E se eu viajar, constantemente, vou no máximo à Campinas toda semana, caso a Unicamp seja a casa que me acolha. Com isso, esse escritório caseiro do qual escrevo agora, junto com esse notebook passam a ser morada e companheiro de longa jornada. Então estarei por aqui, bastante. Espero que escrevendo sobre o que vejo e penso. Essa agora é a vontade.
E em época de eleição, a vontade é de dizer que, não obstante todas as coisas chatas e desalentadoras que uma eleição carrega - mentiras, sujeira, manipulação e manifestação de preconceito - eu estou muito feliz com essa caminhada que, espero muito, dará a vitória à primeira mulher presidenta do Brasil. Que bom que o meu governo vem cumprindo seu mandato da forma que fez e faz, que bom que eu o defendi mesmo quando tudo na minha cabeça ficou confuso, que boa essa sensação de que existe uma construção em andamento e eu sou parte dela, como são todos os brasileiros que acreditam que podemos construir um país diferente, ainda que não tenhamos feito uma revolução, ainda que persistam coisas que a gente não gosta, ainda que a gente conviva com o bom e o ruim tão pertinho e às vezes misturado. Eu vejo um caminho de muito amadurecimento nesses últimos anos, em mim e no meu país. E por isso, a revelia de toda manipulação, mentiras e desrespeito com o eleitor, o candidato da oposição cai ainda mais nas pesquisas depois da última tentativa de escândalo. Se isso não é notícia pra ficar feliz, o que mais?

Nenhum comentário: