9 de fev de 2010

Quando me mudei para cá, a proximidade da Vai-vai era levantada como problema: muito barulho, os ensaios começam em setembro, seria quase meio ano de incômodo.
No entanto, tê-la aqui é uma delícia: não moro perto o suficiente para o barulho incomodar, só o ouço de fundo. No entanto, quando passo pelo bairro e a ouço, sinto alegria, sopro de vida. O samba é um dom.

4 de fev de 2010

Eu invejo as pessoas que vivem de música.

2 de fev de 2010

Recebi um texto que escrevi, para incorporar as revisões feitas pelo cliente. E o cliente se acha apto a corrigir o uso da palavra estado; para tanto, vai colocando o "E" maiúsculo na palavra, seguindo uma lógica que eu realmente não fui capaz de apreender. Corrigi o uso e serei obrigada a escrever um e-mail explicando o que, me parece, tentaram me ensinar: Estado com letra maiúscula refere-se somente ao estado-nação; além disso, o uso deste termo é bastante acadêmico, de forma a não ter sido usado neste relatório de trabalho simplesmente porque não cabia, em lugar nenhum.
Mas, de verdade, além disso eu queria também dizer: se o cliente acha que precisa ensinar a uma cientista política qual uso fazer do termo Estado, por que ele paga minha hora de consultora em ciência política? Acho que está mais do que na hora das pessaoas aprenderem a respeitar seus interlocutores.