30 de jan de 2011

Muito enjôo. Mas isso já era de se esperar. Se eu sempre enjoei de manhã, por nada, imagina grávida.
E aí que tenho descoberto aliados. Abacaxi, laranja e limão. E kiwi, esse em menor grau, mas também ajuda. No twitter, aprendi a tomar sumo de limão com pouquíssima água e sem açúcar. Adianta, mas nem sempre. Porque aí vem a segunda parte, que eu sempre achei que era lenda: grávidas têm repulsa e desejo no que se refere aos alimentos. Gente. É pura verdade. Quer dizer, tem grávidas que não sentem nada, minha prima não sentiu, minha sogra também não. Mas tem aquelas que comprovam as lendas. As tornam fato. Esta sou eu. Tenho repulsa e desejo por alimentos, assim, todo dia. Às vezes sumo de limão me causa repulsa. Às vezes, adoro.
Outra coisa que aprendi no twitter: gengibre é bom para enjôo. Perguntei se tomava um chá, não, não. Sinto o cheiro, ou coma. Balinhas também são bem vindas. E não é que dá certo? Cheiro de gengibre tem sido vida pra mim.
Ah, e o melhor: nunca na minha vida comi tão pouco. Bocadinho mesmo de comida, pouquinho, e já tô satisfeita. Como umas dez vezes por dias, mas só de bocadinho. Essa parte podia ficar sempre assim.

27 de jan de 2011

se não nascesse gente,
se não nascesse gente,
como seria se não nascesse gente?
karnak

Pois é, tenho vindo pouco por aqui, mas quando apareço, sempre com grandes notícias. E de hoje vem com uma pergunta que aparece algumas estrofes depois na música que toca nesse post: será que vai ser menino, será que vai ser menina?
Enjôo, náusea, muito sono e quem sabe, muito assunto nesse blog daqui pra frente.