22 de abr de 2010

Eu tou sumida, mas vou bem, curtindo a vida nova, a casa nova. E lidando com as velhas manhas, os velhos vícios, que me empacam tanto. Mas mando uma música que fala do momento bom. Bom dia.

Bom dia - Alessandra Leão

Quantas vezes
vou te dar bom dia
Quantas vezes
vou dizer te amo
Quantas vezes,
no calor do mundo,
o teu sopro leve me acalma

Quantas vezes
vem dormir comigo
Quantas vezes
enxugou o meu pranto
Quantas vezes
que eu tanto corria,
tua mão me deixa mais calma

Eu segurei teu braço
Pra você me levar
Pra você me mostrar o lugar
Onde a preguiça não deixa eu ir

Quantas vezes
fala em casamento
Quantas vezes
que eu te aceito
Quantas vezes
que o mundo gira,
teu olhar invade minh’alma

Eu segurei teu braço
Pra você me levar
Pra você me mostrar o lugar
Onde a preguiça não deixa eu ir

7 de abr de 2010

Hoje comecei a fazer aula de ginástica/alongamento/dança. É isso mesmo, uma aula que tem as três coisas juntas, e é uma delícia. Quer dizer, a parte de ginástica não é tão delícia assim, mas tudo junto é delícia. E se no primeiro dia eu já me senti muuuito melhor, tou achando que vai ser bom.
E a arrumação continua. Hoje, papéis e tranqueiras, ai, acho que é pior que sapato. Vamos lá.

6 de abr de 2010

Estudando e arrumando coisas na casa nova. Hoje os sapatos foram a bola da vez. E, meus deuses. Difícil guardar sapatos.
Ao mesmo tempo que arrumo sapatos, faço suco de maracujá, um cardápio pra semana, pra não esquecer porque mesmo comprei aquele tanto de legumes e raízes, e espio o filme "A vida dos outros", na tv. Uma poesia esse filme. Um tanto triste, porém belíssima.
E a vidinha na casa nova tá gostosa. Agora mesmo observo a vista do escritório. Esse apartamento tem uma vista privilegiada, dessas coisas difícieis em São Paulo, vista de árvores, vazia de prédios. O segundo andar parece perfeito porque dele se avista as copas de árvores dos Jardins, que até a Faria Lima fica livre de concretos. Vive-se bem aqui.

5 de abr de 2010

"Que nobreza você tem
Que seus lábios são reais
Que seus olhos vão além
?"

Por aqui as minhas coisas vão se ajeitando, ganhando morada. Sapatos e bolsas são os problemas, por assim dizer, porque morando sozinha eles e elas estavam mesmo por toda parte no apartamento.
O bacana no fim de semana foi ganhar mesa de trabalho limpinha e duas prateleiras de estante para já acomodar o material de trabalho. Essa semana começo a preparação para o doutorado, e se a mudança e arrumação ainda devem durar um bocado, ao menos espaço para conciliar com estudos eu já tenho. E é bem gostoso receber do A. esses espaços que ele vai criando para mim.