13 de jun de 2010

"para captar o visual
de um chute a gol
e a emoção
da idéia quando ginga"

Uma saudade do marido, saudade enorme. Mais uma semana até ele chegar, pra me esquentar nesse frio que perdura. Pra ver jogos comigo, todos, e comentar. Saudade apertada, mesmo.
E por falar em Copa, acabo de ver no Fantástico duas matérias de dar nojo. Tratando mulher como seres que não sabem o que é uma bola, sabe? Afinal, futebol é para seres superiores que entendem o que é impedimento. Que saco, que machisto tacanho. Primeiro, porque existem mulheres, como eu, que adoram futebol, e copa, especialmente. E existem homens que odeiam, eu conheço uma porção deles. Para que, então, insistir nesse clichê? Porque mulher quer o cartão de crédito do marido para passear no shoping enquanto ele vê jogo (sim, isso foi dito com todas as letras). Ô mundinho tacanho esse, dio mio.
Outra coisa lamentávelmente machista é essas matérias sobre dia dos namorados. Mulheres fazendo promessa para casar. Objetivo único na vida de uma mulher, né? Ou: solteiras querendo encontrar o amor no dia dos namorados. Gente, vamos olhar em volta? E me dá mais raiva ver mulheres se prestarem ao papel de participar dessas matérias ridículas. Homens e mulheres vivem as mesmas dores de solidão e nada disso piora por decreto no dia dos namorados. Alou?
E acabou o fim de semana, né? Pena, pena, só de imaginar acordar cedo amanhã, já sofro. Mas vamos lá, que, infelizmente, nem só de Copa e saudade vive essa mulher que vos fala.

Nenhum comentário: