8 de ago de 2008



"Las caras lindas
de mi gente negra
son un desfile
de melaza en flor
que cuando pasan
frente a mi se alegra
de su negrura todo el corazón"

E hoje eu passei o dia todo ouvindo Susana Baca. E se a querida ou o querido leitor ainda não a conhece, faça isso por si mesmo: procure-a. Desesperadamente.
Conheci Susana Baca ano passado, em Moçambique. E quem acompanha minhas andanças bloguísticas por diversos endereços sabe que a viagem à Moçambique foi algo muito especial na minha vida. Então acrescenta-se à delícia que é a música de Susana Baca o contexto especial no qual fomos apresentadas, coisa muito boa na vida.
Já na sessão olimpíadas, hoje vi o calendário e todos os dias teremos jogos de vôlei masculino e feminino, que é o que mais me interessa sempre. Então as madrugadas, até o dia 24 (porque lógico que estaremos nas finais) prometem.
Que mais? Ah sim. Basta eu sair de casa com uma bolsa de pano para chover. E dessa vez a bolsa era novinha, poxa.

Nenhum comentário: