18 de ago de 2008

O que vive fere
O homem, por que vive
Choca com o que vive
Viver é ir entre o que vive
O que vive choca
Tem dentes, arestas, é espesso
como um cão, um homem
como aquele rio.
(João Cabral de Melo Neto)

Ando meio aficcionada em arrumar a casa. Isso não significa que eu arrume a casa, na verdade uma coisa nem tem nada a ver com a outra. Eu fico é imaginando que tenho que arrumar isso e aquilo, e comprar um sofá, e trocar os lutres, e pintar a mesa e as cadeiras. Preciso arrumar um lugar melhor para colocar o filtro, e comprar panos de prato. Preciso, preciso, preciso.
E é claro que essa fixação em arrumar a casa tem a ver com a arrumação interna que eu vivo querendo tanto fazer. Fico achando que talvez, se tudo aqui em casa estiver arrumadinho, quem sabe, eu arrumo por dentro? Mas não sei não se uma coisa tem a ver com a outra, e assim caminhamos, agora mesmo tenho que dar uma corridinha na lavanderia, para botar a roupa no varal.

Nenhum comentário: